maio 2016 archive

Grande parte das vendas imobiliárias americanas é para imigrantes

A maioria da população da América do Sul e da Ásia procura os EUA por motivos bem diferentes. Os brasileiros, por exemplo, estão aproveitando o momento para comprar imóveis, fazer passeios, arte e gastronomia. Alguns costumavam comprar imóveis pelo telefone mesmo, como investimento ou na planta para receberem depois. Atualmente, estes investimentos já estão sendo colocados à venda, com lucro, para evitar pagar as últimas parcelas. Outros estão adquirindo imóveis comerciais para pagar o financiamento dos residenciais ou para ter uma renda em dólar, seja com a intenção de se mudar para o exterior no futuro ou mesmo para diversificar investimentos e garantir tranquilidade financeira.

Outros povos como os colombianos buscam um imóvel para investimento, os venezuelanos uma casa de férias para eventualmente morar e os chineses já ultrapassaram o Canadá em procura por imóveis. Atualmente, os chineses detêm 16% do mercado nacional norte-americano, contra 9% que tinham em 2010. Eles já investiram US$28 bilhões em Miami, por exemplo, de acordo com o que dizem imoveis parana curitiba.

Os chineses compram terrenos de grande porte no centro de Miami, lançamentos residenciais em Miami Beach até pontos comerciais como restaurantes, para gerar renda com fundos de comércio americanos. A expansão do canal do Panamá é uma das explicações para esse cenário. Isso foi promissor para o Porto de Miami e aumentou a possibilidade de comércio internacional.